«

»

ago 29

Cluster SQL Parte 2 – Criando nosso Lab

 

Criando nosso ambiente

 

Através do nosso primeiro artigo da série sobre Cluster aprendemos o que é uma storage e a diferença entre seus principais tipos. De posse destes importantes conceitos vamos botar a mão na massa e vamos criar o ambiente necessário para o nosso Lab.

Para que o Cluster funcione, precisamos atender alguns pré-requisitos. Temos que ter uma storage, já que precisamos de algumas unidades de disco disponíveis para os dois nós do nosso Cluster. Precisamos de usuários comuns nos dois nós do Cluster (com o mesmo SID), ou seja, precisamos de um domínio.  Vamos precisar também utilizar o Windows Server 2008 R2 Enterprise Edition que é a versão que você mais vai encontrar por aí pra trabalhar. Como não é possível fazer Cluster com o Windows Server 2008 R2 Standard Edition e o Cluster Failover é geralmente feito com apenas dois nós, a versão Enterprise Edition é a melhor opção custo x benefício.

Fique tranquilo. Muitas pessoas ficam surpresas com o que vamos aprender aqui mas é verdade. A Microsoft oferece uma solução de Storage NAS (veja na primeira parte da série), gratuita, fácil de instalar e configurar chamada Windows Storage Server, integrada no Windows Server 2008 R2. Desta forma, você poderá criar uma storage aí na sua casa para poder fazer este Lab conosco.

Com o seu virtualizador favorito, crie três máquinas virtuais com uma partição de 20GB cada chamadas de DC01, SQL01 e SQL02. Na DC01 adicione duas interfaces de rede e na SQL01 e SQL02 adicione três interfaces.

Vamos ver como ficará nossa topologia:

 

 

DC01   –> vamos criar um servidor com AD e utilizá-lo também como um Windows Storage Server;

 

SQL01 –> Será o nosso primeiro nó do Cluster;

 

SQL02 –> Será o nosso segundo nó do Cluster;

 

 

A rede

 

Teremos 3 redes distintas.

A rede 172.30.100.0 será para os servidores se comunicarem entre si para autenticações, transferência de dados, serem acessados pelas aplicações, etc. A 192.168.0.0 para apresentarmos os volumes da storage que vamos criar e a 10.1.1.0 como Heartbeat, que possui a função de gerenciar o ambiente em cluster, verificando o status do outro nó, se deve realizar o failover, entre outras funções que veremos adiante.

 

Portanto, configure os IPs como na imagem acima em todos os servidores:

a. 172.30.100.0/24 – para a comunicação dos servidores com as aplicações, entre si, com o ambiente externo. Nomeie de Externa.

b. 192.168.0.0/24 – para a apresentação de volumes da storage do DC01 para o SQL01 e SQL02. Altere o nome para iSCSI;

c. 10.1.1.0/24 –  somente nos servidores SQL01 e SQL02. Coloque o nome na interface de Heartbeat.

 

Execute nos três servidores o Windows Update até que nenhuma atualização fique disponível e baixe aqui o iSCSI Target.

 

No servidor DC01 crie o domínio do Active Directory chamado testecluster.com e instale o iSCSI Target. Para isso,  execute o arquivo baixado no link acima e mande extrair em qualquer pasta. Após a extração deve abrir uma página da internet automaticamente com o conteúdo extraído mas se não abrir, basta abrir manualmente em C:\iSCSITarget\index.htm.

Selecione a opção iSCSI Software Target (x64). O iSCSI initiator é o conector que deve ser instalado nos servidores SQL01 e SQL02:

 

 

Depois mande executar o instalador msi:

 

A instalação em si é muito fácil, o que vamos entender no próximo artigo é o conceito. Ao instalarmos o iSCSI Target no servidor, adicionamos a ele uma role de Storage SAN. É isso mesmo, poderemos através dele apresentar volumes para os servidores SQL01 e SQL02 como se fossem discos locais.

 

Clique em Next, aceite o contrato, vamos ingressar no programa de aprimoramento da Microsoft já que é somente um Lab e vamos marcar para incluir os updates do iSCSI Target quando realizarmos o Windows Update. Se o seu Windows Firewall estiver desativado você verá um aviso informando que não criou as exceções, senão a instalação irá até o final rapidamente. Pode ignorar este aviso e veja como localizar a console no menu Iniciar:

 

No nosso próximo artigo vamos conhecer mais detalhadamente o Microsoft iSCSI Software Target e vamos ver que ele é uma storage de milhões de reais na proporção ideal para o nosso Lab, ou seja, leve e gratuito! É possível também instalar o Windows Server 2008 R2 com interface de fibra óptica (HBA) provendo ainda maior performance.

.

3 comentários

  1. Abelardo

    Humm.. e a parte 3, saiu?

  2. Luiz Mercante

    Ainda não Abelardo, to devendo esta mas logo mais estará aí. Abs!

  3. Fabiano

    a terceira parte seria muito bem vinda, o que acha de nos presentear com ela? 😀

Deixe uma resposta